A Liderança de Alto Desempenho Com a PNL – Flexibilidade

A Liderança de Alto Desempenho Com a PNL – Flexibilidade

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Décimo Pressuposto – O Elemento Controlador do Sistema é O Elemento Mais Flexível.

O décimo pressuposto da PNL afirma que o elemento controlador do sistema é o elemento mais flexível e de antemão quero explicar que flexibilidade não tem nada a ver com assentir ou concordar com todas as reinvindicações dos membros da equipe, mas sim, possuir recursos inconscientes que nos possibilitem a individualização da capacidade de entender e de influenciar.

Explico melhor: o cérebro é fisicamente idêntico entre as pessoas normais. Então, o que determina que os resultados em todos os campos de nossas vidas se mostrem tão diferentes? Uma pessoa conquista grande sucesso em certa área e outra é moradora de rua – como entender essa disparidade, considerando que os cérebros são iguais?

A resposta fica fácil de ser encontrada quando comparamos a mente humana com uma máquina programável. O cérebro é o “hardware” e o pensamento (inconsciente) é o “software”. O que determina os resultados são as estruturas de pensamentos que residem em nosso inconsciente, já que essas estruturas determinam o modo como reagimos a tudo o que ocorre em nossa volta.

E os comportamentos que possuímos não são fruto do acaso; nós aprendemos a tê-los, com as pessoas de elevado poder pessoal sobre nós, sobremaneira na infância e na adolescência. Podemos aprender comportamentos que nos trazem felicidade e resultados positivos, assim como podemos ter comportamentos que nos colocam na dor e numa vida cheia de limitações.

O problema é que o ser humano tem a tendência de não variar as maneiras de reagir aos problemas. Aprendemos um jeito e mesmo que esse jeito não seja o mais adequado, “insistimos” em utilizá-lo. Exemplos: explodir em fúria quando confrontado, ficar calado quando o desejo é o de se manifestar, ter preguiça na hora de estudar, procrastinar, ter momentos de pânico, ser tímido, possuir medos exagerados, etc.

Todos os comportamentos ocorrem da seguinte forma: um gatilho dispara um processo inconsciente. Ter flexibilidade significa que um mesmo gatilho pode disparar várias maneiras de reagir ao mesmo fato. Quando apresentamos ao nosso inconsciente formas diferentes de comportamento dentro do mesmo contexto, ele (o inconsciente) saberá “tomar a melhor decisão de reação”.

Da mesma forma, através da Programação Neurolinguística passamos a entender o conceito de modelo de mundo. Nenhuma pessoa interpreta o mundo da mesma maneira. Cada um de nós possui um jeito muito próprio para dar sentido às coisas.

Uma das características das pessoas de alto desempenho em termos de liderança é a capacidade que elas possuem de entender a forma como o outro pensa e utilizar estratégias de convencimento a partir da percepção do outro e não delas mesmas. Para adquirir essa habilidade, precisamos exercitar o olhar e a compreensão dos diferentes modelos de mundo das pessoas.

Em PNL aprendemos que a comunicação é algo muito mais complexo do que consideramos no dia a dia. Aprendemos que cada um tem uma maneira muito própria de apresentar a experiência para a sua mente, assim como, uma maneira muito própria de reagir a essas experiências.

Quando é dito que as pessoas de alto desempenho têm em comum a elevada capacidade de se comunicarem, o que se está querendo explicar é que a capacidade de comunicação tem necessariamente que considerar o modo do outro pensar e não o nosso. A essa capacidade chamamos de Flexibilidade.

 As pessoas flexíveis ajustam a estrutura da sua comunicação ao que chamamos de modelo de mundo do outro, elevando assim o seu poder pessoal e consequentemente, a capacidade de influenciar.

Existem pessoas que aprenderam a agir e a reagir com flexibilidade de modo consciente ou inconsciente. Outras adquiriram recursos limitados. Através da Programação Neurolinguística nós podemos desenvolver tais habilidades com razoável facilidade, ou aprendendo as técnicas nos cursos de Practitioner e Master ou passando por terapia com PNL.

Últimas postagens

ENTENDENDO A PNL

Programação Neurolinguística defende que temos três posições perceptivas, ou seja, três modos distintos de encarar uma mesma questão. São os seguintes pontos de vista: Eu –

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *